História do Idea


O Fiat Idea foi lançado no final de 2005, disponível nas versões ELX 1.4 e 1.8, HLX 1.8 e Adventure 1.8 (esta lançada em setembro de 2006).

Enquanto na Europa a plataforma do Idea é baseada na do Fiat Stilo, da mesma forma que o Chevrolet Meriva se baseia no Chevrolet Corsa, a do Idea brasileiro é uma plataforma totalmente nova desenvolvida pela fiat de Betim. Cujo investimento foi de aproximadamente 500 milhões de reais feitos pela montadora para fabricar o carro no Brasil.

Muitas peças porém, como painel, direção e partes do acabamento são aproveitadas do Fiat Palio.

Uma das grandes inovações do Idea foi a utilização de vidros laminados nas portas, um sensor de estacionamento e até equipamentos inéditos como o teto solar "Skydome" (opcional) que cobre 70% da capota.

Como pretendia conquistar 30% do total de vendas, a empresa italiana apostou forte no desenvolvimento do idea no Brasil, o projeto que consumiu aproximadamente 36 meses com um investimento na casa de 500 milhões.

Em meados de 2010 foi reestilizado e agora está disponível nas versões Attractive 1.4, Essence 1.6, Essence Dualogic 1.6, Sporting 1.8, Sporting Dualogic 1.8, Adventure 1.8 e Adventure Dualogic 1.8. Chega com várias novidades de peso para tornar-se ainda mais competitivo. Entre elas, novo design externo, novos motores E.TorQ, gama renovada de versões e mais tecnologia.

Os motores são E.TorQ 1.6 16V e 1.8 16V, desenvolvidos pela engenharia da FPT - Powertrain Technologies; usados também no Fiat Punto.